Notícias

DMI-VivaReal: preço médio do metro quadrado de imóveis no País volta ao nível de 2015

Fonte: PINIweb

A pesquisa Dados do Mercado Imobiliário, da DMI-VivaReal, apontou a terceira queda seguida no preço nominal médio do metro quadrado de imóveis para a venda no Brasil, atingindo R$ 4.800 neste primeiro trimestre de 2017. A desvalorização é de 1% se comparado ao mesmo período de 2016 (R$ 4.848) e ao trimestre anterior (R$ 4.846,00). O valor corresponde ao apresentado nos últimos três meses de 2015.

A análise considera 30 cidades de diferentes regiões brasileiras e cerca de 2 milhões de imóveis usados disponíveis para compra ou aluguel.

Entre as cidades pesquisadas Natal (-3,42%), Brasília (-1,63%), São Paulo (-0,87%), Niterói (-0,67%) e São Bernardo do Campo (-0,12%) apresentaram desvalorização no preço médio do metro quadrado no primeiro trimestre de 2017 em relação ao anterior.

Se mantêm acima da média nacional do preço médio do metro quadrado (R$ 4.800) as cidades de Brasília (R$ 8.111), Rio de Janeiro (R$ 7.310), São Paulo (R$ 6.825), Recife (R$ 6.207), Vitória (R$ 5.755), Porto Alegre (R$ 5.217), Salvador (R$ 5.143), Santos (R$ 5.091) e Florianópolis (R$ 5.077).

A maior oferta entre os imóveis são os de até 100 m², resultando em 48% das buscas. As residências entre 101 e 150 m² somam 19% das ofertas e 18% da demanda. Em relação aos dormitórios, 42% buscam por imóveis de até dois dormitórios que possuem oferta de 35%, as buscas por três quartos resultam em 41% e oferta de 43%.

Neste trimestre os 10 bairros mais procurados foram Vila Mariana (São Paulo), Tatuapé (São Paulo), Barra da Tijuca (Rio de Janeiro), Recreio Dos Bandeirantes (Rio de Janeiro) Ipiranga (São Paulo), Vila Prudente (São Paulo), Itaquera (São Paulo), Boa Viagem (Recife), Mooca (São Paulo) e Pituba (Salvador).

Os 10 bairros mais caros são Leblon (RJ) com R$ 21.800, Ipanema (RJ) - R$ 20.238, Lagoa (RJ) R$ 17.333, Vila Nova Conceição (SP) R$ 16.607, Gávea (RJ) R$ 16.245, Jardim Europa (SP) R$ 15.652, Jardim Botânico (RJ) R$ 15.385, Urca (RJ) R$ 14.000, Barra Sul (SC) R$ 13.638 e Jardim Luzitânia (SP) R$ 13.333.

São Paulo

Em São Paulo o preço nominal médio do metro quadrado (R$ 6.825) atingiu uma queda de 0,09% neste primeiro trimestre. Os bairros mais procurados em foram Vila Mariana (Zona Sul), Tatuapé (Zona Leste), Ipiranga (Zona Sul), Vila Prudente (Zona Leste), Itaquera (Zona Leste), Mooca (Zona Leste), Bela Vista (Centro), Moema (Zona Sul), Pinheiros (Zona Oeste) e Brooklin (Zona Sul).

A maior valorização por metro quadrado para vendas entre os bairros foi o Parque dos Príncipes (R$ 6.011), seguido pelo Jardim Nossa Senhora do Carmo (R$ 3.958), Vila Rio Branco (R$ 3.795), Jardim Brasil (R$ 5.262), Jardim da Glória (R$ 7.321), Jardim Brasil (R$ 7.988), Brasilândia (R$ 4.606), Vila Nova Alba (R$ 4.966), Vila Mafra (R$ 5.656) e Jardim das Acácias (R$ 9.137).

Já os maiores valores por metro quadrado estão nos bairros Vila Nova Conceição (Zona Sul) R$ 16.607, Jardim Europa (Zona Oeste) R$ 15.652), Jardim Luzitânia (Zona Sul) R$ 13.333, Jardim Paulistano (Zona Oeste) R$ 12.576, Itaim Bibi (Zona Sul) R$ 12.143, Jardim América (Zona Sul) R$ 11.500, Vila Olímpia (Zona Sul) R$ 11.450, Parque Colonial (Zona Leste) R$ 11.382, Cidade Monções (Zona Sul) R$ 11.317 e Vila Gertrudes (Zona Sul) R$ 11.000.

Pixabay